top of page

Banco do Empreendedor celebra 22 anos com oferta de taxas reduzidas


Linhas de crédito oferecem taxa de juros a 0.45% ao mês; ao longo da história, foram mais de R$77 milhões em financiamentos


O Banco do Empreendedor celebra neste domingo (20) o aniversário de 22 anos com a oferta de taxas reduzidas a empresas de vários portes, com opções de taxas de juros de 0.45% ao mês. Os recursos são oriundos do Paraná Recupera Emergencial, uma linha de crédito da Fomento Paraná.


As operações financeiras ficarão disponíveis até 26 de setembro e os interessados podem entrar em contato pelo Whatsapp (45) 99985-0006 ou pelo e-mail bancodoempreendedor@pmfi.pr.gov.br. O horário de atendimento presencial é das 7h30 às 13h30, de segunda a sexta-feira, na Av. Brasil, 1388.


“Celebramos o aniversário com mais incentivos para o empreendedor. Neste momento, a oportunidade é a taxa de juros de 0,57% ao mês para operações de até R$ 20 mil para MEIs e empresas que tenham faturamento de até R$ 360 mil/ano”, disse o coordenador do Banco do Empreendedor, Volnei Lampert.


“E taxas ainda menores para todas as demais empresas de micro e pequeno porte e faturamento não superior a R$ 4,8 milhões, em média 0,45% ao mês para operações de até R$ 500 mil”, complementou.


Outro ponto a ser celebrado é adoção da menor taxa de juros do país, com o compromisso do governo municipal de dar prosseguimento e fortalecer ainda mais as políticas de financiamento aos pequenos e microempreendedores.


“Temos a menor taxa de juros do país, uma medida inteligente dessa parceria entre prefeitura, banco e governo do estado, porque ajuda o pequeno empreendedor a manter seu negócio e prosperar. A visão do prefeito Chico Brasileiro é dar prosseguimento a essa política importante para geração de emprego e renda e captação de impostos”, destacou o secretário de Desenvolvimento, Comercial, Industrial e Agropecuário, Vilmar Andreola.


Apoio


Esta é mais uma ação de investimento e apoio financeiro desenvolvido pelo Banco do Empreendedor ao longo de sua trajetória de 22 anos. Em pouco mais de duas décadas, a instituição financeira atingiu o marco de R$77 milhões em liberação de recursos para atender, principalmente, empresas de pequeno e médio porte, além de microempreendedores e informais.


Ao todo, no período, foram mais de 6.150 empresas analisadas. Atualmente, são 4.155 empresas com contatos atendidos, somando mais de R$ 40 milhões. De acordo com Lampert, o Programa Foz Juro Zero foi uma das ações mais importantes desenvolvidas pelo Banco do Empreendedor ao longo da história.


“A maior procura ocorreu na pandemia da Covid-19, quando a Prefeitura lançou o Programa Foz Juro Zero, atendendo mais de 2.450 empresas, em seis meses de operação, mais de 12 milhões em financiamentos com os juros pagos para todos os empreendedores que mantiveram os pagamentos em dia”, enfatizou Lampert.


Além do amparo em momentos difíceis, as linhas de financiamento contribuem para realizar sonhos e para gerar prosperidade na vida de muitas pessoas em Foz do Iguaçu. É o caso da microempresária Geni Mioranza, que conseguiu ampliar seu negócio ao longo dos anos com o apoio do Banco do Empreendedor.


“Sempre fui muito bem atendida pelo Banco e os empréstimos são muito bons, com juros baixos. Consegui agregar muitas melhorias na minha pastelaria, comprar máquinas novas, colocar cobertura no salão para o conforto dos clientes, ampliei a variedade do cardápio. O Banco do Empreendedor é uma grande força pra gente”, reforçou Geni.


A ação pioneira, que garantiu suporte financeiro durante um dos períodos mais críticos da história global, inseriu Foz como protagonista nas políticas de apoio aos empresários e microempreendedores, tornando-se referência para outros municípios do estado.


Prêmios


A atuação de excelência da instituição financeira de Foz do Iguaçu rendeu seis importantes prêmios concedidos pela Paraná Fomento. Em 2013, o Banco recebeu o 1º Lugar em Qualidade, pela qualidade na prestação de atendimento, recepção e acompanhamento dos processos de financiamento dentre todos os 399 municípios do Estado.


Em 2017, o 1º lugar na categoria veículos, sendo a cidade que mais financiou veículos para taxistas em todo o estado. Em 2019, o 2º lugar em volume de operações de crédito na categoria municípios com mais de 200.000 habitantes. Em 2020, o 1º lugar em volume de operações de crédito na categoria municípios com mais de 200.000 habitantes e 1º lugar geral dentre todos os agentes de crédito do Paraná.


Em 2021, o 2º Lugar em volume de operações de crédito na categoria municípios com mais de 200.000 habitantes e em 2022, o 1º lugar em volume de operações de crédito na categoria municípios com mais de 200.000 habitantes.


Evolução


Desde sua implantação em 2001, quando ainda se chamava Banco Social, a instituição financeira passou por vários lugares, alguns improvisados, até conquistar a sede própria no primeiro mandato do prefeito Chico Brasileiro.


“Conquistamos nossa sede própria com o apoio do prefeito Chico Brasileiro e estamos até hoje. Foi um marco importante, pois reconhece e prioriza a política de apoio ao empreendedorismo e ao desenvolvimento da cidade”, comentou Lampert.


Quem conta a história da evolução do banco é o próprio coordenador que trabalha na instituição desde seu surgimento. Além das mudanças de espaço físico, ele participou de todas as transformações nas políticas de incentivo da instituição.


O Banco do Empreendedor é uma parceria entre o Governo do Estado, através da Agência de Fomento do Paraná e a Prefeitura, através da Secretaria de Desenvolvimento Comercial, Industrial e Agropecuário.


Atualmente, o Banco do Empreendedor opera todas as linhas de financiamentos da Fomento Paraná (capital de giro, Banco da Mulher Paranaense, ampliação, construção, reforma, veículos, energia renovável, Fomento Turismo, Inovação, Pesquisa e Desenvolvimento).


Link: https://www5.pmfi.pr.gov.br/noticia.php?id=52481

0 visualização0 comentário
bottom of page