Em dezembro, hotéis de Foz têm melhor ocupação em 12 anos


Em quatro categorias, feriados de Natal e Ano Novo tiveram 100%, 97%, 94% e 89% de ocupação nos hotéis de Foz do Iguaçu


No mês de dezembro, os hotéis de Foz do Iguaçu tiveram a melhor ocupação dos últimos 12 anos da série de levantamentos iniciados em 2000 pela Secretaria de Turismo. A média, entre as sete categorias pesquisadas (conforme o valor das diárias), ficou em 67%, superior inclusive a 2018 e 2019 (64,8% e 63,3%), anos com recordes na visitação turística na cidade.


A ocupação de Natal e Ano Novo chegou a 100% nos hotéis com diárias entre R$ 501 e R$ 600, 80% e 97% (diárias entre R$ 401 e R$ 500), 85% e 94% (R$ 201 e R$ 300), 60% e 89% (acima de R$ 601), 60% e 80% (de R$ 100 a R$ 200), 60% e 79% (pousadas), 77% e 78% (diárias entre R$ 301 e R$ 400) e 38% e 58% (diárias até R$ 99).


O levantamento, nos dias 4 e 5 de janeiro, pesquisou 60 hotéis e pousadas. No período de natal (24 a 26 de dezembro) e ano novo (30 de dezembro a 1º de janeiro), seis categorias tiveram ocupaçãoigual ou acima dos 60%, exceto a com diárias de até R$ 99.


"É surpreendente o nível de ocupação que chegou os hotéis de Foz do Iguaçu, e apesar de poucos feriados e com esse anticlímax da terceira onda da covid, esperamos em 2022 ainda mais profícuo na ocupação, visitação e na movimentação do setor em Foz do Iguaçu", disse o secretário Paulo Angeli (Turismo, Projetos Estratégicos e Inovação).


"O turismo movimenta toda uma cadeia produtiva, ou seja, é a nossa principal matriz econômica. É a renda e o emprego garantidos para diversas categorias de trabalhadores que fazem esse dinheiro circular no comércio, nos bairros, e em outros segmentos de serviços. Eu tenho a absoluta certeza que 2022 será melhor que 2021 e 2020, e a cidade entrará em novo ciclo de desenvolvimento", disse o prefeito em exercício de Foz do Iguaçu, delegado Francisco Sampaio.


Nova cota e novos atrativos


O prefeito em exercício também aponta a nova cota de compras (US$ 500 em Ciudad del Este e em Puerto Iguazu e mais US$ 500 nas lojas francas) como mais um grande potencial da atração turística.


"O turismo rodoviário pela BR0-277 e os visitantes do Paraguai e Argentina devem incrementar o movimento nesta alta temporada. Isso, além de novos atrativos, como a Roda Gigante, que vai ampliar a permanência do turista em pelo mais dois dias em Foz do Iguaçu".


A ocupação de dezembro só é menor aos meses de janeiro de 2020 (73,2%) e 2019 (71,2%) e de julho (71%) de 2019, portanto, é a melhor média em praticamente dois anos. A rede hoteleira de Foz do Iguaçu tem mais de 30 mil leitos distribuídos em 180 hotéis, hostals e pousadas.


Link: https://www5.pmfi.pr.gov.br/noticia.php?id=49476

4 visualizações0 comentário