Caso Ronaldinho


O Ministério Público do Paraguai concluiu nesta semana as investigações sobre o “Caso Ronaldinho”. Não foi detectado nenhum elemento que comprove que Ronaldinho teve uma participação direta na produção dos documentos irregulares, o que de alguma forma o exime da responsabilidade de ter domínio e decisão de uso dos documentos. Assim, fica aberto o caminho para que Ronaldinho e Assis voltem ao Brasil. Isso deve acontecer após uma audiência com o juiz do caso, Gustavo Amarilla, o que deve ocorrer na semana que vem. As informações foram divulgadas, nesta sexta-feira (07). Se o pedido for aceito, os brasileiros podem ser liberados e retornar ao Brasil.


1- Foi solicitada uma doação de US$ 90 mil (Dólar) como compensação pelos danos sociais causados; 2- Um endereço fixo no Brasil; 3- Comparecer a cada três meses perante a autoridade judiciária; 4- Qualquer outra obrigação ou regra de conduta a ser imposta pelo tribunal de garantia penal competente.

5 visualizações

Foz do Iguaçu - Paraná

©2021 por Portal Fronteiras. Orgulhosamente criado e desenvolvido por Agência Ludkus.