Vereadores pedem estudos ao Município sobre protocolo de medicação para Covid-19


Outros assuntos entraram em pauta: exames de colonoscopia, insalubridade para profissionais do SAMU e geradores de energia elétrica na Sanepar


Os vereadores aprovaram na sessão desta terça-feira, 07 de julho, um requerimento (244/2020), de autoria do vereador Luiz Queiroga (PTB), que solicita ao Prefeito informações acerca dos protocolos para tratamento medicamentoso de pacientes com Covid-19 e profilaxia dos contactantes, aplicados no Hospital Municipal Padre Germano Lauck. A proposição que tem assinatura de todos os vereadores pede informações acerca dos protocolos para tratamento precoce com cloroquina e hidroxicloroquina de pacientes.


Conforme a justificativa do requerimento, “considerando a atual situação, onde o problema não é apenas de falta de leitos mas, sobretudo, de equipes especializadas para trabalhar nestes leitos, é imprescindível buscar soluções que possam evitar a progressão da doença, poupar os internamentos (que duram em média 15 dias na UTI), diminuir o risco de colapso no do sistema de saúde e principalmente, impedir a crescente perda de vidas em nosso município”.



O requerimento cita algumas cidades que comentaram ter tido experiências com a medicação, dentre elas: Porto Feliz (SP), Floriano (PI). Além disso, a proposição expõe a divulgação do Ministério da Saúde de maio de 2020 que abordou diretrizes para ampliar o acesso de pacientes com COVID-19 ao tratamento medicamentoso precoce, ou seja, nos primeiros dias de sintomas, o médico poderá prescrever a cloroquina ou hidroxicloroquina, combinados com a azitromicina, para pacientes que apresentarem qualquer um dos sintomas: perda do paladar e olfato, febre, coriza, diarreia, dor abdominal, tosse, fadiga, dores musculares e cefaleia.

A proposição foi aprovada e segue para resposta do Poder Executivo.



Servidores do SAMU

Também com relação ao âmbito da saúde do município, um requerimento (242/2020), de autoria da vereadora Inês Weizemann (PL), solicita informações sobre os Servidores do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência - SAMU, indicando como estão ocorrendo as escalas durante a pandemia, se existe algum Servidor afastado por suspeita ou confirmação de Covid-19 deste setor, bem como para que seja informado os motivos da não contemplação de insalubridade em grau máximo aos mesmos.


A justificativa foi o aumento de casos confirmados de Coronavírus (Covid-19) no Município, bem como o consenso internacional de que o vírus é altamente contagioso. Isso requer um atendimento complexo e especializado, e estando estes servidores expostos aos pacientes suspeitos ou portadores do vírus, consequentemente a esses agentes biológicos, entende-se que se faz necessário o recebimento da devida insalubridade também aos profissionais do SAMU.



Exames de colonoscopia

Um requerimento (235/2020) de autoria do vereador Marcio Rosa (PSD) cobrou informações sobre os exames de colonoscopia. As informações requeridas são número de pessoas na fila de espera, quantidade de exames contratados, convênios existentes e respectivos valores, quantidade de exames realizados diariamente e quantidade de exames realizados em 2020.



Gerador de energia elétrica

O requerimento 241/2020, de autoria do vereador Elizeu Liberato (PL), requer da Gerência Regional da SANEPAR em Foz do Iguaçu informações sobre a existência de geradores de energia elétrica nas estações de bombeamento de água e ainda sobre as medidas implementadas para atendimento em caso de falta de água decorrente de mau tempo.


A cobrança do vereador acontece uma semana após o ciclone que afetou toda região sul e causou diversos estragos em Foz do Iguaçu, com queda de árvores, de postes, fiação, fazendo com que grande parte da população ficasse até o dia seguinte sem energia elétrica, uma vez que a cidade toda foi muito afetada.


Veja matéria completa no site da Câmara de Foz: https://bit.ly/3f7MYfp

9 visualizações

Foz do Iguaçu - Paraná

©2021 por Portal Fronteiras. Orgulhosamente criado e desenvolvido por Agência Ludkus.