top of page

UBS recebem formação em gestão de resíduos sólidos


Representantes de todas as unidades de saúde de Foz do Iguaçu participaram da iniciativa organizada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente


A gestão correta dos resíduos sólidos contribui com a “saúde” do meio ambiente e, consequentemente, com a dos cidadãos. Este foi um dos motivos pelos quais a Secretaria Municipal de Meio Ambiente convidou representantes de todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Foz do Iguaçu para a formação do Programa de Educação Ambiental na Administração Pública.


O curso foi realizado quarta e quinta-feira (29 e 30) no Centro de Educação Ambiental do Iguaçu - CEAI, no Bosque Guarani, e organizado pela Divisão de Educação Ambiental e Divisão de Gestão de Resíduos Recicláveis da secretaria.


O foco do conteúdo da capacitação foi a metodologia da coleta seletiva de resíduos recicláveis nos prédios públicos, em especial nas unidades de saúde, devido à retomada da coleta seletiva nas UBS, que foi paralisada em 2020 devido à pandemia de covid-19.


Foram abordados, ainda, com os representantes da Saúde, os programas de Educação Ambiental na Administração Pública e de Gestão de Resíduos Recicláveis, e o Plano de Gerenciamento de Resíduos dos Serviços da Saúde.


“Sabemos da importância do manejo adequado dos resíduos e as UBS, como espaço de cuidados com a saúde, devem ter um grande comprometimento com esse descarte correto”, comentou a secretária municipal da Saúde, Rosa Maria Jerônymo.


Fechamento de ciclo


Após o encerramento dos encontros com os representantes das UBS, a Secretaria de Meio Ambiente completa o primeiro ciclo de formação com todos os prédios públicos municipais: secretarias, autarquias, fundações, Câmara Municipal de Vereadores, unidades de saúde e unidades de ensino (escolas e centros municipais de educação), além de todos os colégios estaduais com sede em Foz do Iguaçu.


Roseli Barquez, chefe da Divisão de Educação Ambiental da pasta, contou que o próximo desafio é realizar um novo ciclo de encontros com a temática dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável – ODS da Organização das Nações Unidas, bem como avançar na elaboração do Banco de Boas Práticas Socioambientais.


“É importantíssimo este envolvimento de todos nas ações, projetos e programas realizados pelo Município, colaborando para que, cada vez mais, nossa cidade seja reconhecida como modelo de sustentabilidade”, destacou Roseli.

6 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page