Startup utiliza Inteligência Artifical para auxiliar na fidelização de clientes


Analisando o comportamento dos consumidores, a Manfing mapeia quais produtos fazem mais sentido oferecer para clientes, fidelizando marcas por meio de vendas assertivas


Saber quem é seu cliente, quais produtos ele busca e qual a probabilidade de retorno de compra são informações que todas as empresas adorariam obter, principalmente se baseados em dados assertivos. A isso se propõe uma das startups participantes da segunda edição do Desafio Inova Oeste, a Manfing.


Criada para ser uma espécie de “Alexa brasileira”*, a startup atualmente é muito mais do que uma assistente virtual guiada por Inteligência Artificial (AI). Com sede física em Toledo, desde 2019, a Manfing é resultado da parceria de três sócios de diferentes gerações, com experiência nas áreas de tecnologia, marketing e negócios, que decidiram criar uma ferramenta com foco no aumento das vendas, a partir do conceito de AI. A proposta dos fundadores da empresa, CTO, Leandro Volanick, COO, Sidnei Carlos Terribele, e CMO, Bruno Potrich, é auxiliar em relacionamentos únicos, tornando o atendimento personalizado. “A partir do banco de dados que geramos, conseguimos sugerir os melhores produtos para o cliente, a melhor data para vender, valor e quantidade”, conta Volanick. “Evitamos aqueles envios de promoções todos os dias, spam, etc., respeitando o consumidor e assim buscando fidelizar a marca”, ele complementa.


Acelerada, incubada e em um momento de expansão, a Manfing utiliza bases históricas, big data e outras fontes para tornar a indicação do produto ideal para o cliente. Após pesquisas de mercado e realização de benchmarking, foi identificada a necessidade de entender o padrão de consumo dos clientes por meio da geração de dados. “No início pensávamos em atender comércios locais, pequenos, mas notamos que o mercado como um todo tinha essa lacuna a preencher e poderia ser nossa oportunidade”, conta Leandro, que atualmente prospecta atendimento em três segmentos. Na indústria, ofertando a projeção de faturamento para fins orçamentários, além de apontar o que deve ser produzido, com base em dados históricos. Agronegócio, trazendo soluções no mapeamento de vendas de insumos agrícolas com vistas às necessidades específicas de cada produtor e cultura plantada. E no varejo, com foco em empresas que comercializam eletrodomésticos, móveis, roupas e calçados.


No entanto, de nada adiantava gerar a informação sobre os clientes e não conseguir usufruir desses dados de forma efetiva. Notou-se aí a necessidade de repassar aos vendedores essa base para que pudessem entrar em contato com os consumidores de forma assertiva, “e surgiu a ideia do aplicativo, pois antes nós gerávamos a planilha em Excel e enviávamos a empresa que entrava em contato com o cliente da forma que preferisse, e assim era difícil medir a efetividade. Agora, nós, ao invés da planilha, já distribuímos esses dados em campos específicos do app, onde o vendedor entra em contato por ali, diretamente com o cliente, e o gestor da empresa ainda consegue acompanha”.


Em 2020, ainda idealizando o desenvolvimento do sistema, a Manfing mapeou suas ideias, apresentou à banca avaliadora do Desafio Inova Oeste, e foi uma das empresas classificadas pelo Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR). “A instituição nos trouxe uma organização diferente de nossas metas e prazos a cumprir. Já queríamos produzir o aplicativo, e com a parceria do PTI, nós conseguimos colocar em prática o que antes era só uma ideia”. Além disso, o CTO comenta que a geração de novas conexões por meio do PTI, foi indispensável, “expandimos networking, participamos de eventos, além de novas oportunidades”.


O diretor de negócios e inovação do PTI-BR, Rodrigo Regis, salienta que Inovação está em criar novas experiências para os usuários que têm demandas reais e potenciais. “Contudo, temos que fazer isso de forma consciente, utilizando metodologias, e esse é o papel do PTI. Portanto, a tecnologia é um meio, pois a inovação como um toda, está focada nas pessoas”.


A Manfing, por sua vez, expandiu suas soluções, ofertando um serviço que facilita o intermédio entre empresas e clientes, resultando em benefícios a população e ao mercado. O aplicativo já desenvolvido elabora relatórios que determinam os padrões de consumo por tipo de produto e permite o vendedor acionar o consumidor diretamente pelo celular, com uma integração direta que permite envio de SMS e WhatsApp. Neste primeiro semestre de 2021, o sistema encontra-se em fase final de testes, já sendo validado com potenciais clientes.


Por conta da pandemia de Covid-19, os sócios ainda não tiveram a oportunidade de conhecer a sede do Desafio Inova Oeste. “Estamos ansiosos para visitar o ecossistema PTI”, comenta Leandro, ao se referir às instalações físicas do Parque, que compila inovação, tecnologia, e soluções, com vistas ao desenvolvimento regional.


Sobre os dados


Com o propósito de fazer a previsão do momento certo de compra dos clientes, a empresa reúne informações processadas em algoritmos próprios. Os bancos de dados utilizados pela Manfing são em conformidade com a nova lei de proteção geral dos dados (LPGD). Os resultados, simples e sucintos, tornam a plataforma única no mercado. As assertividades na entrega destes dados variam entre 17% a 26%, o que torna a empresa um diferencial no mercado.


*Alexa é a assistente virtual da Amazon.


Desafio Inova Oeste #resultados



5 visualizações0 comentário

Foz do Iguaçu - Paraná

©2021 por Portal Fronteiras. Orgulhosamente criado e desenvolvido por Agência Ludkus.