top of page

Receita Federal apreende R$ 86.000 em mercadorias ilegais durante fiscalizações em Santa Terezinha de Itaipu



A Receita Federal intensificou operações de fiscalização em Santa Terezinha de Itaipu (STI) nos dias 3 e 4 de julho, com o objetivo de combater o transporte irregular de produtos destinados ao mercado ilegal.


No primeiro dia, durante abordagens no posto da Polícia Rodoviária Federal, foram registrados dois casos de destaque. Um veículo com ocupantes brasileiros e destino a Medianeira/PR foi flagrado transportando celulares e eletrônicos sem os documentos necessários para importação legal, resultando na apreensão de mercadorias no valor de R$ 30.000. Em outra ocorrência, um automóvel também ocupado por brasileiros e com destino a Cascavel/PR estava carregado com smartphones e eletrônicos sem regularização, somando R$ 40.000 em mercadorias retidas.


No segundo dia de operações, pela manhã, um veículo com um brasileiro com destino a Caçador/SC foi submetido à fiscalização. Durante a vistoria, foram encontradas uma carga considerável de jaquetas e aparelhos eletrônicos sem os documentos necessários para importação regular, o que levou à retenção de R$ 6.000 em mercadorias. Já durante a tarde, outro veículo, também com um brasileiro e destino a Maringá/PR, foi abordado transportando perfumes e eletrônicos sem a documentação necessária, totalizando R$ 10.000 em mercadorias retidas.


No balanço das ações, as operações resultaram na apreensão total de R$ 86.000 em mercadorias, todas retidas. Elas foram encaminhadas para a Alfândega da Receita Federal em Foz do Iguaçu para as providências legais pertinentes. Já os condutores serão submetidos a uma representação fiscal para fins penais junto ao Ministério Público Federal, onde poderão responder pelo crime de descaminho.


A Receita Federal reitera o compromisso no combate ao contrabando, descaminho e outras práticas ilícitas, visando garantir a segurança fiscal e o cumprimento das leis comerciais. Operações como essa são fundamentais para combater atividades ilegais e proteger a economia nacional. A colaboração da população é crucial nesse esforço, e denúncias anônimas podem ser feitas pelos números (45) 9 9134-0100 e (45) 9 9152-2036.

0 visualização0 comentário

Comments


bottom of page