Reagindo em meio a pandemia


Para quem não sabe, eu tenho uma marca de papelaria que se chama Papel Azul. Eu mesma desenvolvo os produtos que vendo, mas não os fabrico. A Papel Azul é uma marca de papelaria que desenvolve planners específicos para o aumento da produtividade, identificação de objetivos, planejamento de metas e organização de tarefas.


Este ano era para ser um ano de grande crescimento para a Papel Azul. Eu já tinha me programado para visitar feiras em São Paulo e procurar gráficas de grande porte que pudessem me atender para eu pudesse ter um preço mais competitivo no mercado. Eu havia idealizado o lançamento de produtos novos: um produto novo por mês (essa era a meta). Já havia planejado um cronograma que incluía a visitação a lojistas para poder estender o meu ponto de venda às capitais do Sul e Sudeste do Brasil. Para mim esses eram os meus desafios planejados para 2020, mas daí a pandemia chegou e todos os meus planos foram adiados.


A primeira sensação foi de desânimo, afinal eu tinha preparado um avanço grande para a Papel Azul. No entanto, ao decorrer dos meses eu fui tentando enxergar o lado positivo que eu poderia tirar dessa situação toda. O que eu notei foi que essa pandemia nos permitiu olhar para o que realmente importa: o core do business. De repente todas as distrações sumiram, e o que ficou foi a essência do negócio, o motivo de ele existir e o que o diferencia das outras marcas. Com a correria do dia a dia é comum nos esquecermos do essencial, porém agora é o momento de garimpar o seu negócio e trazer à luz o seu núcleo (core business). Essa é uma prática indispensável para quem precisa se reinventar para continuar existindo no mercado.


Trazendo a Papel Azul como exemplo, eu estava em um ritmo tão frenético e extasiada com a possibilidade de crescimento e desenvolvimento dos produtos de uma forma tão acelerada, que eu estava me distanciando do motivo de existir da minha marca. Eu queria criar produto atrás de produto que não traziam um conteúdo diferente, eles só aumentavam o meu catálogo de oferta, porém, a minha proposta inicial era desenvolver produtos com conteúdos completos e que trouxessem valor na vida de quem os adquiria.


Essa pandemia nos permitiu desacelerar um pouco, olhar para a essência e descartar o que não agrega valor ao negócio. Pode ser que a pandemia esteja provocando situações desafiadoras para enfrentarmos, mas ela está nos fazendo repensar processos, operações e escolhas. Quem conseguir sobreviver e se adaptar a essa situação, se fortalecerá expressivamente no mercado e ganhará o espaço que antes era ocupado por um concorrente.


















Por, Thaís Law

4 visualizações

Foz do Iguaçu - Paraná

©2021 por Portal Fronteiras. Orgulhosamente criado e desenvolvido por Agência Ludkus.