top of page

Prefeitura de Foz do Iguaçu lamenta morte do radialista Ennes Mendes da Rocha


A Prefeitura de Foz do Iguaçu lamenta o falecimento, na noite de terça-feira (15), do radialista Ennes Mendes da Rocha, em Curitiba, onde havia ido visitar uma irmã. De acordo com a família, “Seo Ennes” como era carinhosamente chamado pelos colegas e amigos, sentiu dores no peito e estava internado desde o dia 1º de agosto no Hospital Cardiológico Constantini. Na última semana o quadro clínico se complicou e ele sofreu uma parada cardíaca.


“Neste momento, só podemos lamentar profundamente o falecimento do radialista Ennes Mendes da Rocha, que fez história na comunicação de Foz do Iguaçu, na região Oeste e em todo o Paraná”, afirmou o prefeito Chico Brasileiro. “Sua passagem pela Rádio Cultura deixa um legado imensurável. Meus sentimentos a toda equipe da emissora, amigos e principalmente aos familiares”, completou.


A notícia do falecimento foi confirmada pelo filho Junior, nas redes sociais. “Chegou o dia de muita tristeza pra mim para os familiares e amigos. Ele cumpriu o dever dele aqui neste plano, agora ele pertence a outro plano. Venho comunicar o falecimento do meu pai e amigo Ennes Mendes da Rocha. Hoje o céu está em festa, agora sua voz de locutor será lá no céu. Que Deus o tenha em seus braços meu amigo forte e guerreiro Bjos te amo pai”, disse Junior.


Seo Ennes morava em Foz do Iguaçu desde 1967 e, pelos microfones da Rádio Cultura, onde atuou por 52 anos, deixou sua marca registrada como um dos principais comunicadores da região. Ele se afastou das atividades durante a pandemia e retornou aos estúdios dia 22 de julho, quando a emissora completou 67 anos no ar.


Nas últimas cinco décadas, o radicalista cobriu os principais acontecimentos históricos de Foz do Iguaçu, como o tratado e a construção da Itaipu Binacional e também os limites impostos pela censura durante a Ditadura Militar, conforme relatou à emissora em 2021, quando completou 81 anos.


“Uma notícia que não passava pelo crivo deles (militares), chamavam você, tinha que ficar em um banquinho duro, ouvia um sermão, por uma meia hora, quarenta minutos, dispensava e pronto, ninguém ousava fazer uma notícia mais aprimorada”, recordou Ennes na ocasião.


O radialista também foi vereador de Foz do Iguaçu e presidente da Câmara Municipal entre 1989 e 1990. Ennes deixa a mulher, dona Ivani, dois filhos, sete netos e duas bisnetas. O corpo está sendo trasladado de Curitiba e será velado na Loja União das Três Fronteiras, na Rua Jerusalém, 2 – Beverly Falls Park, com início previsto às 16h desta quarta-feira (16).


Link: https://www5.pmfi.pr.gov.br/noticia.php?id=52466

3 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page