"Plantão Psicológico" ganha sala exclusiva de atendimento na Guarda Municipal


Serviço de atendimento psicológico destinado aos servidores municipais da GM funciona desde 2019


O "Plantão Psicológico", serviço de atendimento psicológico aos servidores da Guarda Municipal, ganhou uma sala exclusiva e equipada para melhor atender os profissionais de segurança pública. Situado na sede da Secretaria de Segurança Pública, o espaço funciona todas as quintas-feiras, no período matutino. O programa é coordenado pela Diretoria de Saúde Ocupacional, vinculada à Secretaria Municipal de Administração.


O projeto começou com uma ideia em 2018 e desde 2019 funcionava em salas disponíveis no local. A conquista de uma sede própria para o importante serviço foi resultado de um trabalho conjunto envolvendo a Diretoria de Saúde Ocupacional, a Associação da Guarda Municipal e o Comando da GM. A sala disponibilizada para o programa foi revitalizada e ganhou nova pintura, persianas e o mobiliário necessário para o atendimento psicológico.


O guarda municipal e Presidente da Associação da Guarda Municipal, Tony Cleverson Côrrea, foi um dos primeiros a inaugurar o consultório e conta que se sentiu ainda mais acolhido na nova estrutura. “Antes fazíamos os atendimentos em ambientes improvisados. Agora, com esse novo espaço, mais acolhedor e aconchegante, acredito que nossos atendimentos psicossociais serão melhorados, porque vamos nos sentir mais vontade e com mais liberdade de conversar em espaço mais reservado”, comentou Côrrea.


Avanço


A nova sede é considerada um importante avanço na política de saúde mental voltada aos trabalhadores da instituição e demonstra a consolidação da iniciativa. “É um projeto que prosperou graças ao entendimento e comprometimento de vários parceiros com a implementação de uma política de saúde mental voltada a uma das categorias, que pela natureza do trabalho, requer uma atenção especial do Poder Público”, expressou a Diretora da Saúde Ocupacional, Carla Conrad de Lima.


A política pública de saúde mental direcionada aos guardas municipais possui como base avaliações e pesquisas feitas pelo Instituto Vida e Centro de Viver Saudável, através de um Acordo de Cooperação Técnica com o município. Os dados demonstram que a maior parte dos guardas é afetada por fatores estressantes, tanto pela natureza do trabalho como por motivos externos.


“O profissional de Segurança Pública está sujeito a vários fatores que agravam a condição psicológica, em comparação com outras ocupações. Temos feitos palestras, capacitações e adotado ações para fazer o acolhimento dos profissionais, e isso é importante tanto para o servidor como para a população, porque o servidor fica mais bem preparado emocionalmente para enfrentar as ações do dia a dia”, reforçou o secretário de Segurança Pública, Reginaldo Silva.


Para a supervisora de promoção a saúde do servidor, Elis Ledesma, o objetivo principal é auxiliar o servidor municipal com as dificuldades enfrentadas no exercício da função com vistas ao ajustamento psicossocial, melhora no desempenho funcional, autoestima e cuidado por meio do serviço psicológico.


“O atendimento psicológico tem a finalidade de ajudar e trabalhar em todas as questões emocionais, comportamentais, relacionamento, carreira, profissão, família, casamento, timidez, ansiedades, depressão, questões psiquiátricas ou existenciais”, acrescentou Elis.


Psicologia


A Diretoria de Saúde Ocupacional também iniciou a implantação do Plantão Psicológico na Secretaria Municipal da Fazenda, que vai fazer o atendimento em saúde mental aos servidores da pasta. Além desse programa, a diretoria também oferece a todos os servidores o programa “EscutaDISO”, um serviço de acolhimento psicológico, com foco na qualidade de vida e saúde do trabalhador.


De acordo com dados do serviço, entre 2020 e 2021, foram realizados cerca de 800 atendimentos psicológicos, entre encontros on-line, presenciais, domiciliares e acompanhamentos. O atendimento acontece na sede da diretoria e deve ser agendado pelo telefone 45-984233151.


O psicólogo Frank da Silva Veiga, que atua nos serviços, comenta sobre a importância da implementação das políticas públicas de saúde mental voltadas ao trabalhador. “Começamos com um psicólogo e agora somos em quatro. Estamos contentes que as ações voltadas ao cuidados com a saúde mental dos servidores estão conquistando mais espaço”, expressou.


Link: https://www5.pmfi.pr.gov.br/noticia-48236

0 visualização0 comentário