Para falar de negócios precisamos falar em empatia

Atualizado: Jul 6


Olá! Antes de mais nada eu gostaria de me apresentar. O meu nome é Thaís, formada em administração e pós graduada em gerenciamento de marcas de luxo, e com muito prazer eu estarei contribuindo para a sessão de negócios desse portal. Através da minha escrita estarei deixando registrado por aqui a minha forma de pensar, minhas experiências e aprendizados e compartilhando tudo o que sei com vocês. Espero que vocês gostem, e se sintam à vontade para interagir comigo nos comentários. Então, vamos começar!


Acredito que, para falarmos de negócios, precisamos entender porquê surgem os negócios. Se analisarmos historicamente, toda forma de troca envolvendo moeda começou com a necessidade de alguma comunidade. Ao longo do tempo, com as necessidades básicas supridas, outros tipos de necessidade, mais sofisticadas, foram surgindo. E assim, novos tipos de negócios aparecendo para atender as novas demandas.


Pois bem, se pensarmos que os negócios surgem para atender uma necessidade, temos que pensar que para desenvolver um negócio a partir da necessidade (dor) de alguém, o empresário teve que sentir a mesma dor ou se colocar no lugar de quem sente a dor, ou seja, ser empático. Hoje em dia, a maior parte do investimento das empresas é em marketing. O motivo disso é a alta eficiência na comunicação com o cliente, e isso se dá a partir do momento que você transmite a ele que você conhece a necessidade dele e que o seu produto ou serviço vem para solucionar a dor dele. E para que tudo isso seja possível você precisa ser altamente empático.


Estamos vivendo em uma realidade onde falar em empatia não é mais associado a uma religião ou filosofia de vida, a empatia está vinculada a nossa rotina, e quem não a incorporar no novo jeito de pensar estará se deixando passar para trás.


Thaís Law

Pós-graduada em Gerenciamento de Marca

thais.laww@gmail.com


10 visualizações

Foz do Iguaçu - Paraná

©2021 por Portal Fronteiras. Orgulhosamente criado e desenvolvido por Agência Ludkus.