O perfil empreendedor


Eu estava lendo um artigo que entrevistava o Guilherme Benchimol, CEO da XP investimentos, onde ele falava sobre como ele selecionava os candidatos para trabalhar na empresa dele. O critério de avaliação não era nada como esses convencionais que levam em consideração o currículo do candidato, durante a entrevista eles avaliam se o candidato carrega os mesmos valores da empresa e a forma como ele lida com as falhas. Achei incrível a forma inovadora como ele levantou os critérios para avaliação dos novos candidatos. Desta maneira fica bem explícita a forma como a XP enxerga os seus colaboradores: mais como sócios do que como funcionários. Para entender melhor, veja abaixo como Benchimol descreveu o que ele procura em um candidato:


“Abra o seu kimono e mostre seus valores. No nosso caso é: sonho grande, mente aberta – conviva bem com o erro e tenha flexibilidade para mudar de opinião – e espírito empreendedor – aponta, falha, mas vai lá e corrige”. 

“Estamos menos preocupados com o currículo. Mas, o quão obstinada a pessoa é e se, independentemente de quantas vezes cair, vai levantar?”


Todas essas características são encontradas em pessoas com um perfil empreendedor. Ter uma quantidade expressiva de pessoas com esse perfil dentro da empresa faz com que o crescimento da empresa aumente de uma forma exponencial, no entanto traz riscos também. Em tempos de pandemia pessoas com estas características são as que mais conseguem resultados, pois são determinados, erram mais, mas aprendem com os erros e testam formas variadas de conquistar o objetivo desejado. São pessoas que não pensam demais, priorizam a ação, e erram de forma controlada. Eles abrem espaço para o erro, mas calculam para errar em pequenas proporções, para que quando aprenderem o que deve ser feito, acertam em uma escala muito maior do que erraram.


Thaís Law




4 visualizações

Foz do Iguaçu - Paraná

©2021 por Portal Fronteiras. Orgulhosamente criado e desenvolvido por Agência Ludkus.