Município de CDE já atendeu 340 cestas básicas


A Prefeitura Municipal de Ciudad del Este, por meio da Diretoria de Desenvolvimento Social, continuará apoiando as panelas populares que se realizam nos diversos bairros da capital departamental. Uma nova fornada de alimentos está sendo comprada e o plano é trabalhar em conjunto com a Pastoral Social da Igreja Católica e a Fundação Los Angeles. O órgão atendeu cerca de 340 potes populares de maio a agosto, com a distribuição de mais de 5.000 kits de alimentos, que faziam parte dos três lotes adquiridos em março e abril. Prevê-se agora a aquisição de um novo lote de produtos que é adquirido como instituição municipal, para posterior distribuição nas demais organizações sociais.


Está marcada uma reunião para segunda-feira com o bispo, dom Guillermo Steckling e outros membros da Igreja Católica, além de representantes da Fundação Los Angeles, para trabalhar na unificação do banco de dados de todas as panelas populares da cidade, informou o diretor de Desenvolvimento Social, Econ. Sebastian Martinez. “Nesse trabalho vamos chegar a 700 ou 800 potes populares, tentando chegar a todos, para não deixar algumas comunidades de fora e evitar entregas duplas. Vamos centralizar os dados e coordenar o trabalho e se houver potes que precisem de dupla assistência faremos, mas de forma mais formal para ter maior transparência e prestação de contas ao público. O objetivo é ajudar da melhor forma, com uma boa gestão ”, indicou. Ele lembrou que o projeto Tembi’urã visa criar hortas nos bairros, dar suporte, um plus ao trabalho comunitário em vasos populares. Para coordenar este e outros trabalhos, um novo banco de alimentos está para ser criado. “O banco de alimentos municipal será uma divisão que atuará diretamente na geração de programas assistenciais, para atender as comunidades carentes. Vai focar na alimentação da comunidade em geral e dar mais seriedade ao trabalho, de forma disciplinada e organizada ”, disse. A Fábrica de Alimentos, localizada no Km 7, será reativada na próxima semana com a produção de leite de soja por meio de vacas mecânicas e produção de panificação. “A assistência vai ser retomada como antes da pandemia. Não vamos trabalhar formando linhas, mas vamos atender as pessoas com leite de soja e assados ​​visitando as comunidades ”, acrescentou Sebastián Martínez.


https://www.cdehot.com.py/

6 visualizações

Foz do Iguaçu - Paraná

©2021 por Portal Fronteiras. Orgulhosamente criado e desenvolvido por Agência Ludkus.