Moda x Pandemia




Bem sabemos que estamos vivendo uma fase desconhecida e caótica, nos deixando com as emoções afloradas, além de muitos questionamentos.


O consumo de moda, como bem não essencial, entrou em boa parte dessas questões de quem, assim como eu, está dentro desse universo. No meu caso, não apenas como consumidora, mas também como parte da engrenagem de funcionamento.


Como mulher, consultora de imagem e estilo, eu vejo a moda não apenas como ato de consumismo, mas uma ferramenta poderosa de comunicação, autoestima e amor próprio, e que corresponde, a uma das maiores indústrias do mundo.


A moda pode ser linda, artística, emocionante, eficiente e inteligente. Mas também pode ser fútil e vazia. Tudo depende da forma que é feita, e da forma que é consumida.


Comprar da sua loja preferida não é crime, incentivar o setor que mais emprega mulheres não é futilidade.

Dentro do meu papel, encorajo o consumo daquilo que é útil no seu estilo, vida e rotina.

Roupa que vai trazer felicidade para você, e claro, que esteja dentro da sua realidade.

É o momento de comprarmos melhor.

Prestar mais atenção em qualidade do produto, composição dos tecidos, onde é produzido e quem está vendendo.


Sejamos cautelosos nesse momento delicado, sem boicotar um setor, que no Brasil representa mais de 5% do PIB brasileiro.

Pense nisso.


Um abraço bem estiloso,

Dominique Lauff.




20 visualizações

Foz do Iguaçu - Paraná

©2021 por Portal Fronteiras. Orgulhosamente criado e desenvolvido por Agência Ludkus.