top of page

Jornada Socioambiental sobre o Corredor Ecológico Santa Maria movimenta escolas municipais de Santa Terezinha



Os alunos irão fazer trilhas na Mata Atlântica, visitar atrativos turísticos, navegar no grande rio Iguaçu e visitar áreas de conservação ambiental.

A segunda edição da jornada socioambiental sobre o Corredor Ecológico Santa Maria vai contar com a participação de 319 crianças do quinto ano do Ensino Fundamental I de cinco escolas municipais de Santa Terezinha de Itaipu. São elas: Nossa Senhora do Carmo, Olímpio Sprícigo, Monteiro Lobato, Cecília Meireles e Alexandre Zilli Neto.

A jornada inclui atividades e palestras nas escolas e o ponto alto serão as visitas aos atrativos naturais e áreas de conservação como o Parque Nacional do Iguaçu, o Parque das Aves e o Refúgio Biológico Bela Vista da Itaipu. O projeto é desenvolvido pelo Instituto Caminhos da Conservação que conta com o apoio institucional da prefeitura de Santa Terezinha de Itaipu, várias empresas parceiras, entre elas o Macuco Safari.

As atividades dos estudantes no Parque Nacional do Iguaçu, vão incluir caminhada em uma trilha entre o Centro de Visitantes e a Escola Parque acompanhados por educadores ambientais do ICMBIO, visita às Cataratas do Iguaçu e a icônica experiência no Macuco Safari, que leva o visitante para tomar um banho nas grandes quedas Cataratas do Iguaçu.

A presidente do Instituto Caminhos da Conservação/ICC, Giovanna Silvestri Machado, destacou que antes das visitas aos atrativos, serão ministradas aulas em sala, cobrindo tópicos como introdução à ecologia. Os alunos são apresentados ao significado de termos normalmente usados durante os passeios como: biodiversidade, bioma, Mata Atlântica, ecossistema, os 5 reinos dos seres vivos: Fauna, Flora, Fungi, Protista e Monera (espécies endêmicas), exóticas, serrapilheira, dispersão de sementes, preservação da água e do solo, fragmentos de mata, reflorestamento, corredores ecológicos e muito mais.

A importância do Corredor Ecológico Santa Maria, nomeado em homenagem à RPPN Santa Maria, é o ponto de partida para sua implantação e reside em seu impacto positivo, demonstrando-se crucial para a vida silvestre da nossa região. “Este corredor desempenha um papel fundamental na proteção da biodiversidade. Em seus 976 hectares há um refúgio para a fauna e a flora. Remanescentes de áreas naturais somam-se à outras regeneradas ou de proteção permanente nas microbacias dos rios Bonito e Apepu. Este elo de preservação conecta o Parque Nacional do Iguaçu (PNI) a importantes fragmentos de Mata Atlântica e às áreas protegidas da Itaipu”, conta Giovanna em cartilha escrita por ela e disponível para ser baixada gratuitamente no site do Instituto. www.caminhosdaconservacao.org.

Envolvimento da comunidade

O engajamento da comunidade em projetos socioambientais é crucial para a preservação da fauna e flora, beneficiando a todos. Iniciativas como o projeto Corredor Santa Maria são essenciais para despertar a consciência das pessoas, pois a natureza enfrenta desafios significativos e a biodiversidade, tanto vegetal quanto animal, está em declínio devido ao desmatamento. “Portanto, é fundamental que adultos e crianças se envolvam na conservação e preservação ambiental, aprendendo a conviver harmoniosamente com a natureza, que é vital para a existência de todas as formas de vida”, reforça Giovanna Silvestri.

Mais informações ou entrevistas

WhatsApp: 11 99953-0875

Instagram: @caminhos_da_conservacao

Legenda: As fotos são da edição do ano passado (2023). Os alunos fizeram trilhas e passeio de barco do Macuco Safari, Parque Nacional do Iguaçu, Refúgio Biológico Bela Vista Itaipu e Parque das Aves.

Crédito fotográfico: Arquivo ICC

0 visualização0 comentário

ความคิดเห็น


bottom of page