Defesa Civil está em alerta e monitora locais afetados pela chuva


Foz do Iguaçu já acumula 70mm de chuva, podendo chegar a 100 mm no final do dia


As equipes da Defesa Civil de Foz do Iguaçu estão em alerta e atuando em diversas regiões para minimizar os transtornos ocasionados pelas fortes chuvas que atingem a cidade desde a madrugada desta quinta-feira (06).


Dados do Cemaden (Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais) apontam um acumulado de 70 mm de chuva até o meio-dia, com a previsão de chegar a 100 mm no final do dia - metade do volume esperado para o mês inteiro de outubro. De acordo com a Copel, 906 residências estão sem energia elétrica nesta manhã.


O alerta sobre a condição do tempo foi emitido ontem (05) pelos institutos de meteorologia do Paraná. O risco de tempestades, chuvas de granizo e descargas elétricas deve-se a instabilidade atmosférica que se espalha por todas as regiões do estado em função do avanço de um sistema frontal pelo sul do Brasil.


Por conta do volume de água, algumas ruas e avenidas ficaram alagadas. As rajadas de vento derrubaram árvores e ocasionaram o destelhamento ou danos de parte dos telhados de ao menos cinco casas. Todos os moradores receberam lonas da Defesa Civil.


“Até o momento temos dez situações envolvendo queda e danos em árvores, uma delas localizada dentro do imóvel, que caiu e atingiu a residência. Outra situação no Jd. Central duas árvores caíram e atingiram a rede elétrica”, informou o coordenador da Defesa Civil Vandro Cesar Arenhardt.


A Defesa Civil continua em alerta, monitorando os rios e os locais mais afetados. Equipes do GGIM (Gabinete de Gestão Integrada Municipal) também auxiliam na verificação por câmeras dos pontos de risco. Corpo de Bombeiros, Vital e Copel trabalham em conjunto. Em casos de emergência, ligue 199.


Link: https://www5.pmfi.pr.gov.br/noticia.php?id=50965

1 visualização0 comentário