Comitê recomenda aprovação de José Mauro Coelho como novo presidente da Petrobras


Nome do engenheiro foi uma indicação do governo Bolsonaro; assembleia de acionistas está agendada para quarta-feira, 13


Comitê de Pessoas da Petrobras recomendou a aprovação do nome de José Mauro Coelho como membro do Conselho de Administração. A entrada do engenheiro no Conselho abre portas para a sua eleição como novo presidente da estatal, cargo ainda ocupado pelo general Joaquim da Silva e Luna, exonerado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) no final de março em meio às críticas do chefe do Executivo à política de reajuste de preços dos combustíveis. Antes de Ferreira Coelho, o governo havia indicado Adriano Pires, que recusou o convite, alegando “conflito de interesses” por não poder conciliar a gerência da estatal com seu cargo como presidente em uma consultoria do setor de infraestrutura. Pires é fundador e sócio diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE), consultoria do ramo de energia e que presta serviço para dezenas de empresas e instituições. Já o cargo de presidente do conselho de administração foi inicialmente oferecido para Luiz Rodolfo Landim, que também declinou ao convite devido aos compromissos profissionais como presidente do Flamengo.


Durante reunião, o Comitê deliberou que o José Mauro Coelho “preenche os requisitos necessários previstos na Lei nº 13.303/2016 e no Decreto nº 8.945/2016 e não incorre em suas vedações” para ser aceito como membro do Conselho de Administração e opinou que, caso seja eleito, “sua indicação ao cargo de Presidente da Companhia está apta para ser apreciada pelo Conselho de Administração, com recomendação de aprovação por este COPE/CELEG”. Além do nome de José Mauro Coelho, o comitê também avaliou o nome de Eduardo Karrer para o Conselho da Petrobras. Na ata consta que Karrer também cumpre os requisitos. A Assembleia de Acionistas que analisará as indicações está agendada para esta quarta-feira, 13.

1 visualização0 comentário