top of page

Causa animal terá grande avanço com Cartão-Ração, diz Protetora Carol


Projeto inovador da Prefeitura, indicado pela vereadora, está em tramitação na Câmara de Foz do Iguaçu


Em articulação com o Poder Executivo, a vereadora Protetora Carol (PP) anunciou a conquista de mais um grande avanço para a causa animal. Após diálogos e a indicação n°186/2023, a vereadora obteve o apoio do prefeito Chico Brasileiro que encaminhou à Câmara o projeto n°126/2023 que cria o Cartão-Ração. O benefício será de fundamental importância para protetoras e ONGs que mantém os abrigos e sofrem com a falta de recursos para bancar a alimentação dos animais. O projeto está em tramitação no Poder Legislativo, aguardando pareceres das comissões técnicas, devendo entrar na pauta das sessões de outubro.


“O projeto é inovador. Foz do Iguaçu é a única cidade a ter esse projeto que vai auxiliar muito esses protetores, porque eles vão ter créditos no cartão para comprar a ração, próximo da casa deles”, explica a protetora Carol. O projeto de lei prevê contemplar os abrigos cadastrados, protetores independentes e ONGs que resgatam animais, dão abrigo, cuidados e alimentação.


Auxílio financeiro primordial

O auxílio financeiro poderá ser liberado mensalmente, conforme emenda ao projeto, anunciada pela vereadora Protetora Carol. O texto original propõe que seja trimestral. A expectativa é de que a implementação do programa alcance um aporte estimado em R$ 1 milhão por ano. Na mensagem aos vereadores, o prefeito Chico Brasileiro, destacou que a ajuda chegará para protetores independentes, Organizações não Governamentais (ONG’s) e Organizações da Sociedade Civil (OSC’s) de animais.


“São pessoas que, de forma abnegada, atuam no resgate, transporte, abrigo, alimentação, cuidados como tratamento, vermifugação, vacinação e castração de cães e gatos abandonados ou vítimas de maus-tratos. São verdadeiros heróis, dedicando seu tempo e seu dinheiro para o cuidado de animais abandonados ou vítimas de maus-tratos”, apontou.


A proposta, reforçou o prefeito, “busca apoiar minimamente aqueles que se dedicam para amenizar o sofrimento de cães e gatos em situação de risco como abandono, atropelamento, estresse físico e mental. É também questão humanitária, uma vez que muitos protetores são pessoas de baixa renda, que sacrificam seu próprio sustento e o conforto de suas famílias por amor a esses animais”.


Foz tem mais de 2 mil animais acolhidos


Segundo a protetora Noely Cassini, Foz do Iguaçu tem mais de 2.000 animais abrigados. “A gente está muito contente com isso, que o Executivo e o Legislativo estejam conversando, traduzindo isso em políticas públicas que venham a beneficiar a causa animal”, disse Noely.


A protetora Sandra Aparecida, afirmou que a principal dificuldade é mesmo com a ração, segundo ela, uma luta diária para pagar. “É uma dificuldade para adquirir a ração e para conseguir doação para a gente também, porque são poucos doadores. A gente sabe que cada um tem suas dificuldades e a causa animal assim precisa muito da ajuda de todos”, completou a protetora.


https://x.gd/1fjhC


https://youtu.be/-yFRHTOYKCA?si=V-IZ_yuZnAYo6y-l


Foto: Câmara Foz

1 visualização0 comentário

留言


bottom of page