top of page

Caminhada neste sábado (22) em Foz marca o Dia de Combate ao Feminicídio


População está convidada a participar do ato, com concentração às 11 horas na Praça do Mitre


Neste sábado, dia 22 de junho, Foz do Iguaçu terá um grande ato de luta e combate à violência contra as mulheres. A “Caminhada do Meio Dia - Paraná Unido no Combate ao Feminicídio” terá concentração às 11h na Praça do Mitre, com saída prevista ao meio dia até a Praça da Paz, onde haverá espaço de fala e atividades culturais.


A caminhada faz alusão ao Dia Estadual de Combate ao Feminicídio, instituído pela lei nº 19.873/2019. Em Foz do Iguaçu, o evento recebe o apoio da Prefeitura de Foz do Iguaçu, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, e instituições parceiras.


O objetivo é convidar a sociedade para ações e reflexões sobre o feminicídio, que é o assassinato de uma mulher pela condição de ser mulher, seja no ambiente doméstico ou familiar, ou ainda motivado pelo menosprezo, discriminação ou ódio, e a falsa ideia de que a mulher é propriedade do homem. A orientação é que os participantes da caminhada usem vestimentas na cor branca, a fim de propor uma mensagem de paz e harmonia.


Dados


Em Foz do Iguaçu, de acordo com o Relatório Estatístico Criminal de Mortes Violentas Internacionais, foram registrados 3 feminicídios em 2022, e um 1 entre janeiro e março de 2023. Somente neste ano, mais de 500 mulheres foram atendidas pelos serviços de proteção da Secretaria de Assistência Social, sendo uma com tentativa de feminicídio grave que está sendo atendida pela rede local. Na casa abrigo, 10 mulheres foram acolhidas este ano com seus filhos(as), totalizando 36 crianças e adolescentes.


De acordo com dados do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), em 2022 foram registrados 44.493 novos casos de violência doméstica e 274 casos de feminicídio ou de tentativa de feminicídio no Estado - representando um aumento de 30% em relação ao ano anterior.


Denuncie


A caminhada também tem como objetivo fortalecer e incentivar as denúncias de sinais de violência contra a mulher. O telefone 190 é a linha utilizada para denúncias diretas à Polícia Militar. A Guarda Municipal pode ser acionada pelo 153. O Ligue 180 também presta apoio e escuta as mulheres em situação de violência. O telefone da Delegacia da Mulher é o (45) 3521-2156. Denúncias também podem ser feitas pelos telefones da Patrulha Maria da Penha: (45) 98401-6287 / 99997-4994 e 98424-5847. Todos os meios funcionam 24h e devem ser acionados em todos os casos de violência, seja ela física, moral ou psicológica.


Link: https://www5.pmfi.pr.gov.br/noticia.php?id=52345

0 visualização0 comentário

Comments


bottom of page