Câmara homenageia General Francisco Ferreira, Ex-diretor da Itaipu Binacional


O Legislativo concedeu nesta quinta-feira, 10 de fevereiro, uma Moção de aplauso (01/2022), de autoria do Vereador Ney Patrício, ao General de Exército João Francisco Ferreira, como reconhecimento às ações de cooperação para o desenvolvimento social e econômico e o fortalecimento de políticas realizadas pela Itaipu Binacional no Município de Foz do Iguaçu. Na oportunidade, a Prefeitura também fez a entrega da Comenda Grã-Cruz Ordem das Cataratas, maior honraria concedida no município.


O proponente da homenagem, vereador Ney Patrício (PSD), destacou: “Uma pessoa, além de muito humana, tem olhar para tudo. Estamos reconhecendo em nome do Poder Legislativo, de todos os vereadores, reconhecendo o trabalho. O senhor, general Ferreira, está deixando um legado que a cidade não vai esquecer. Essa é uma simples homenagem, uma moção é pouco, mas queremos que seja extensivo a toda sua equipe durante o período que esteve na Itaipu Binacional”.


Após receber a honraria do Legislativo, o General Ferreira foi à tribuna externar sua gratidão. “Com muita honra recebo a moção da Câmara. Nos anos 80 eu servi ao exército brasileiro em Assunção, no Paraguai. E eu com muita frequência vinha a Foz, conheci uma cidade pequena, com cerca de 70 mil habitantes, mas muito acolhedora. Quando regressei para essa missão na Itaipu eu fui muito bem acolhido. Esse trabalho foi desenvolvido sempre em parceria com o poder público, as forças de segurança, com o objetivo de realizar ações que tivessem benefício para a cidade. Recebo com alegria, por saber que essa interação foi muito afetiva”.


Diversas autoridades acompanharam as homenagens no plenário da Casa, dentre eles: Bispo Dom Sérgio de Deus; Vitor Hugo Nachtygal, presidente da OAB de Foz do Iguaçu; Major Aviador Fernando de Melo Nunes, Comandante do Destacamento de Controle do Espaço Aéreo; Coronel Adelas Davies, comandante do 14 Batalhão de Polícia Militar.



Comenda Grã-Cruz Ordem das Cataratas


O Prefeito Chico Brasileiro destacou: "Dentre o papel que a Itaipu desenvolve, eu ouso dizer que em nenhum período tivemos tanto desenvolvimento como nesse, em que o senhor e o General Silva e Luna estiveram à frente. Nesse ano, de gestão fizeram muito além das expectativas. Tem uma coisa que os diferencia que é a paixão de fazer as coisas acontecerem, não só o compromisso, mas o envolvimento, engajamento. É uma homenagem que faço com muita emoção porque é de absoluto reconhecimento e merecimento de um homem que deixa a marca histórica de Foz”.


O congratulado agradeceu: “Eu credito ao trabalho das equipes que estiveram comigo, debatendo, apoiando e principalmente buscando soluções, para chegar ao melhor caminho. A todos o meu muito obrigado, divido com todos a honra das homenagens. Essa honraria vai enriquecer a minha história. Quando forem a Campo Grande verão um grande amigo e embaixador de Foz do Iguaçu”, finalizou o General Ferreira.


Biografia


O General Ferreira, nomeado diretor-geral brasileiro da Itaipu Binacional em 07 de abril de 2021, prestou 48 anos de serviço ao Exército e está na reserva desde abril de 2014. Durante o período que esteve no cargo de Diretor-Geral Brasileiro de Itaipu Binacional (abril de 2021 a a 25 de janeiro de 2022), a Itaipu alcançou marca de 2,8 bilhões de megawatts-hora gerados desde o início da operação da usina, consolidando-se como a hidrelétrica que mais produziu energia no mundo e conquistou as melhores marcas histórias de produtividades.


Na sua gestão, Itaipu também reforçou o apoio às ações de combate à covid-19 na região de Foz. Obras importantes foram financiadas pela Usina, como a Ponte da Integração Brasil-Paraguai, a revitalização do Gramadão e diversas outras. Outras ações, como de gestão ambiental e desenvolvimento territorial também tiveram importante progresso, assim como processo de licitação referente ao plano de atualização tecnológica da usina. Sob sua direção, a Binacional participou ativamente do Natal de Águas e Luzes, contribuindo para recuperação econômica da região.


Nascido em Santa Maria, Rio Grande do Sul, em 1949, ingressou nas Forças Armadas em 1966 e chegou a chefe do Comando Militar do Oeste, em Campo Grande, entre 2011 e 2014, onde trabalhou pela implantação do sistema de monitoramento de fronteiras na região.


Ele iniciou a carreira militar em 1972 na Academia Militar das Agulhas Negras, serviu no 26° Batalhão de Infantaria Paraquedista. Em 1981, recebeu a medalha Marechal Hermes por ter sido o primeiro colocado na turma de infantaria da Escola de Aperfeiçoamento de oficiais. Em 2006 ocupou a vice-chefia do Estado-Maior de Defesa do Ministério da Defesa. Como Oficial General exerceu os cargos: Comandante da 8ª Brigada de Infantaria Motorizada; Comandante da Brigada de Infantaria Paraquedista; Vice-chefe do Estado Maior de Defesa do Ministério da Defesa; Comandante da 6ª Região Militar; Comandando Militar do Oeste. Em 2014 foi para reserva por ter atingido 12 anos nos postos de general, conforme prevê a legislação.


https://bit.ly/3HJMkmj

3 visualizações0 comentário