top of page

Belezas naturais e integração étnica de Foz são destaque em fórum da Rota da Seda


Prefeito Chico Brasileiro participou do primeiro encontro da aliança criada pelo Ministério da Cultura e Turismo da China e que engloba 59 cidades e 27 países


As belezas naturais das Cataratas do Iguaçu e a integração entre povos de mais de 80 etnias numa região geográfica unindo três países ganharam destaque no último domingo (3) no Fórum Laingzhu, realizado na província chinesa de Hangzhou, com representantes das cidades membros da Aliança de Cidades Turísticas da Rota da Seda. Estas características, afirmou o prefeito Chico Brasileiro, colocam Foz do Iguaçu entre os destinos turísticos com grande potencial de visitação dos chineses ao Brasil nos próximos anos.


"Foz do Iguaçu, junto com Rio de Janeiro e São Paulo, já são as cidades mais visitadas pelos chineses no país e com a formação desta aliança internacional de turismo da rota da seda, vamos dar um salto na visitação", disse Chico Brasileiro, que representou os destinos turísticos da América Latina no Fórum Liangzhu, na província de Zhejiang. A aliança internacional é uma iniciativa do Ministério da Cultura e Turismo da China, que engloba 59 cidades e 27 países, para a cooperação entre as cidades membros. Foz do Iguaçu já é cidade irmã de Xiamen, no país asiático.


"A participação de Foz nesta aliança reconhece o potencial e importância do turismo regional, além do destaque e projeção internacional dos atrativos, tendo sempre como ponta de lança as Cataratas do Iguaçu", disse o prefeito em entrevista ao jornal da CCTV - Televisão Central da China. O Diário do Povo da China também pautou a participação de Chico Brasileiro e disse que o prefeito, “com seu discurso apaixonado, levou convidados nacionais e estrangeiros a apreciar o cenário urbano da cidade brasileira de Foz do Iguaçu”.


Panorama


A China adotou rígido controle populacional durante a pandemia e só agora, em 2023, ampliou a autorização para viagens de compatriotas para 40 países, entre eles o Brasil. Atualmente, 150 milhões de chineses viajam ao exterior. Entre 2019 e 2021, o país recebeu 77.235 visitantes daquele país. Destes, 71% viajaram ao Brasil para negócios e 19% visitaram Rio de Janeiro, São Paulo e Foz do Iguaçu a lazer.


"A visitação dos chineses ao Brasil nos próximos anos será exponencial, muito grande. As estimativas apontam para milhões e os chineses preferem as atrações naturais", afirma Chico Brasileiro. "Estamos em uma região trinacional com Argentina e Paraguai, e Foz do Iguaçu é reconhecida pela diversidade multicultural, abrigando mais de 80 etnias e essa característica torna o destino que possui uma vocação natural do turismo”.


“Temos um compromisso com a agenda global dos 17 objetivos e de atingir as metas ambientais, o que alçou Foz do Iguaçu como um dos 10 destinos mais sustentáveis do mundo", disse o prefeito em pronunciamento no Fórum Liangzhu. O encontro teve como tema "praticar iniciativas de civilização global e promover intercâmbios e aprendizagem mútua entre civilizações". No domingo, mais de 300 convidados nacionais e do exterior participaram da plenária.


Chico Brasileiro afirmou ainda que Foz do Iguaçu desenvolve uma política de internacionalização alinhada à política externa do governo brasileiro que prioriza as relações com as ações do sul global. "As parcerias como a aliança internacional de turismo das cidades da rota da seda elevam as relações de cooperação e fraternidade sino-brasileira, conexão com potencial de gerar cadeias globais de valor agregado capazes de conferir um protagonismo internacional do Brasil e da China".


"Essa visão se fundamenta em uma relação sólida de cooperação entre os países, de união entre as cidades, benéfica para criação de empregos e o bem estar social. Assim pretendemos escrever juntos uma nova e uma brilhante história de cooperação internacional em turismo urbano e sustentável", completou o prefeito de Foz do Iguaçu.


Cinturão e Rota


Em carta enviada ao fórum, o presidente chinês Xi Jinping disse que o país trabalhará com todas as partes envolvidas para aprofundar parcerias de cooperação Cinturão e Rota, impulsioná-la para um novo estágio de desenvolvimento de alta qualidade, e envidar esforços incessantes para a modernização de todos os países.


A proposta do presidente chinês, segundo o prefeito de Foz, é abrangente, inclusiva, tem recebido uma resposta positiva e um forte apoio de todos os países e cidades da Rota da Seda. "Isso destaca claramente que a utilização do turismo como meio de promover o desenvolvimento conjunto e aprofundar os intercâmbios culturais, tornou-se um consenso importante na perspectiva entusiasmada de uma comunidade internacional", disse.


"Essa iniciativa tem uma dimensão profunda no seu significado, vitalidade e amplos horizontes. Fornece ainda uma poderosa dinâmica às cidades de todo o mundo. Uma conexão da infraestrutura, integração de normas e de cultura entre os povos, por meio do turismo, injetando nova vitalidade no desenvolvimento urbano. Esse é precisamente o propósito da fundação da aliança de cidades turísticas da rota da seda”, disse Chico Brasileiro.


https://www5.pmfi.pr.gov.br/noticia.php?id=53040

0 visualização0 comentário

Comments


bottom of page