Argentina pede ao FMI que reabra negociações sobre sua dívida


A Argentina solicitou formalmente ao Fundo Monetário Internacional (FMI) a abertura de negociações para um novo programa de assistência financeira que envolve o reescalonamento dos vencimentos da dívida de US $ 44 bilhões que o país sul-americano tem com aquele organismo. O pedido de abertura de consultas, segundo a EFE, foi feito por meio de carta enviada à diretora-gerente do FMI, Kristalina Georgieva, após conversa com o presidente argentino Alberto Fernández, que alertou para a incapacidade da Argentina de pagar a dívida dentro dos prazos atualmente estabelecidos. “O FMI é o maior credor externo do país, que pede um acordo que inclua o reescalonamento dos vencimentos da dívida. O país enfrenta importantes necessidades de balanço de pagamentos para o período 2021-2024, tendo em vista o qual solicitou formalmente assistência financeira no âmbito de um programa com o Fundo Monetário Internacional, que leva em conta a estabilidade e o crescimento da economia, crédito e do mercado de capitais local ”, explicam em Renta 4 (MC: RTA4). A Argentina está em recessão há 2 anos e sua economia, estagnada há uma década, sofreu uma queda de 20% no segundo trimestre do ano. A inflação, de mais de 50% ao ano, continua descontrolada, enquanto a pobreza gira em torno de 40%, informa o El Mundo.

9 visualizações

Foz do Iguaçu - Paraná

©2021 por Portal Fronteiras. Orgulhosamente criado e desenvolvido por Agência Ludkus.