Após cúpula do PSDB pedir permanência, Leite diz que conversa com partido é prioridade


Na última semana, o gaúcho intensificou as conversas com Gilberto Kassab, presidente do PSD, que quer o governador do RS como o pré-candidato à Presidência da sigla


O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, respondeu na tarde desta sexta-feira, 18, à carta aberta enviada por lideranças do PSDB pedindo a sua permanência no partido. Na última semana, o gaúcho intensificou as conversas com Gilberto Kassab, presidente do PSD, que quer Leite como o pré-candidato à Presidência da sigla. No documento, a cúpula do PSDB disse não admitir a possibilidade de perder o governador em um momento “crucial para a história do Brasil”. Em outro trecho, os tucanos afirmam que a população brasileira espera “alguém que possa liderar uma campanha, ao mesmo tempo, empolgante, propositiva e viável”.


Em sua resposta, Leite se disse “sensibilizado” pela carta assinada por um “robusto conjunto de lideranças tucanas”. O governador afirmou também que o PSDB continua sendo sua prioridade. “Eu quero mudar o Brasil. E estou conversando com muitos que têm esse mesmo sentimento e vontade. Naturalmente, o PSDB é a conversa primeira e fundamental, já que é meu partido há mais de 20 anos”, explicou o político. Segundo Leite, a manifestação demonstra que o partido está “alinhado” com as suas preocupações e garante que isso permite continuar o diálogo interno para ver “como o PSDB pretende ser protagonista no processo nacional, junto com outras forças políticas do centro democrático”.

7 visualizações0 comentário