top of page

Agenda prioritária de desenvolvimento avança no Codefoz


A proposta está sendo estruturada em eixos estratégicos e envolve sociedade civil, setor empresarial, prefeitura e Itaipu Binacional.


O Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (Codefoz) submeteu propostas para a agenda prioritária de desenvolvimento de Foz do Iguaçu ao debate na plenária nessa quinta-feira, 29. São projetos e iniciativas de governança vinculados a eixos estruturantes, prevendo ações de curto, médio e longo prazo.

O plano está sendo elaborado de forma participativa entre a sociedade civil organizada, setor empresarial e poder público. Após a sua conclusão, será entregue à direção-geral brasileira da Itaipu Binacional para avaliação de apoio à execução ou implementação de demandas.

As proposições levadas à discussão foram reunidas pelo Grupo de Trabalho Estratégico (GTE), formado para unificar uma agenda de instituições públicas e privadas. Sugestões poderão ser encaminhadas, para apreciação do conselho, até o dia 15 de julho, via e-mail secretariaexecutiva@codefoz.org.br. Paralelamente, o Conselho Municipal de Turismo (Comtur) reunirá seus projetos e ações.

A sessão foi conduzida pelo secretário do Codefoz, Carlos Silva, que destacou a importância da união em torno de um projeto único para a cidade. Ele salientou que a construção da agenda, prioritária e estratégica, mantém relação com a legislação e as normas maiores, definidoras do processo de expansão do município.

“O nosso papel é unir as vontades coletivas, interagir com os projetos que estão em andamento e apresentar novas demandas”, pontuou. “Por isso buscamos essa unidade de ação para pensar, planejar e ajudar a construir Foz do Iguaçu como um todo”, enfatizou Carlos.

Representante da Itaipu Binacional na plenária do Codefoz, Aline Albuquerque reforçou o compromisso da empresa com Foz do Iguaçu. Ela enalteceu o trabalho do conselho, de compilar e analisar as demandas, separando-as em eixos norteadores para o crescimento da cidade nos próximos anos, a partir de diferentes segmentos promotores de desenvolvimento.

“A Itaipu é parceira da cidade e vê como importante esse exercício para pensá-la com a maior democracia e participação possíveis”, realçou. “É necessário o debate sobre eixos macros, para então se definir quais ações devem ser priorizadas, dentro de uma perspectiva de futuro, para qual caminho a cidade quer seguir”, frisou Aline.

Atuar agora, pensar à frente

Presente à reunião, o vice-prefeito Francisco Sampaio respaldou a soma de forças em torno de uma agenda comum e a vinculou a outras normas ordenadoras de políticas públicas. “O incremento do plano diretor pode ter influência em todos os outros projetos”, mencionou, contextualizando a necessidade de atualização desse instrumento de planejamento.

O secretário municipal de Turismo e Projetos Estratégicos, André Alliana, que representou o prefeito Chico Brasileiro, inseriu no debate ações de sua pasta que se comunicam com pautas elencadas, destacando o diálogo. “É nessa soma, prefeitura, Itaipu e sociedade organizada, que vamos construir”, afirmou, colocando-se à disposição do processo de elaboração.

Presidente da Associação Comercial e Empresarial (ACIFI), Danilo Vendruscolo lembrou a integração da região trinacional. “Somos uma cidade que recebe turistas, que precisam ter livre circulação, assim como há as questões de transporte, comércio e logística. As prioridades devem incluir essas preocupações”, refletiu.

Conforme o economista da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Comercial, Industrial e Agropecuário, José Borges Bomfim Filho, as propostas que estão sendo reunidas já podem compor um banco de projetos da cidade. “Poderão ser apresentadas até mesmo a futuros gestores, para que saibam, antecipadamente, qual é a prioridade de Foz do Iguaçu”, defendeu.

Papel do Codefoz

O Codefoz aglutina instituições e promove o debate considerado estratégico para o desenvolvimento socioeconômico de Foz do Iguaçu. Para cumprir esse papel, é formado por representantes indicados por organizações da sociedade civil, universidades, órgãos de classe e do poder público municipal, estadual e federal.

Na definição da agenda prioritária de projetos à Itaipu Binacional, a mesa diretora do Codefoz coordena o Grupo de Trabalho Estratégico, formado por organismos públicos e privados. Esse colegiado identifica e propõe demandas, além de receber as proposições de outras instâncias de governança.

(AI Codefoz)


2 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page