𝗢 𝗔𝗗𝗘𝗨𝗦 À 𝗜𝗩𝗔𝗡 𝗖𝗔𝗥𝗟𝗢𝗦 𝗠𝗢𝗥𝗢𝗥𝗢 𝗔𝗟𝗩𝗘𝗦


Velório do técnico das categorias de base do Foz do Iguaçu FC segue até às 17h00 no Ginásio de Esportes do Morumbi. Sepultamento será no Cemitério do Jardim São Paulo.


O futebol Paranaense perdeu um grande talento. O técnico Ivan Carlos Mororo Alves, atuante nas categorias de base do Foz do Iguaçu FC e também nosso técnico da equipe profissional na campanha do Campeonato Brasileiro da Série D (2015), fez a sua passagem. Um ataque cardíaco levou esse grande profissional e verdadeiro caçador de talentos.

O Velório do técnico das categorias de base do Foz do Iguaçu FC e que segue até às 17h00 no Ginásio de Esportes do Morumbi. Sepultamento será no Cemitério do Jardim São Paulo.

Com uma vida dedicada ao futebol, em especial às categorias de base, Ivan Carlos Morro Alves, iniciou sua vida no esporte como atleta profissional. Como jogador defendeu as camisas de clubes como Atlético Paranaense, Matsubara, Goioerê, Atlético do Alto Vale, Mixto-MT e o azulão da fronteira.

Seu trabalho com as categorias de base começou no final da década de 90 quando assumiu a escolinha do Flamengo Esporte Clube, em Foz do Iguaçu. A partir de 2003, começou sua história com o Foz do Iguaçu FC.

Durante mais de uma década, Ivan Carlos Mororo Alves revelou vários craques para o Azulão da Fronteira, dentre eles, Pepê, Safirinha, Marcelinho e Renatinho.

No profissional do Azulão da Fronteira, Ivan atuou como auxiliar técnico no campeonato paranaense de 2015 e comandou a equipe no Campeonato Brasileiro da Série D, do mesmo ano. Em 2016, Ivan também comandou o elenco iguaçuense no estadual. Como técnico, também teve passagens pelo Coritiba (Feminino) e equipes do Paraguai.

Em 2022, Ivan Carlos Mororo Alves se dedicava ao projeto “Jardim Itaipu” e ao elenco que disputaria o paranaense Sub-20 pelo Foz do Iguaçu FC. Estudioso do futebol, Ivan também havia se matriculado no curso de Formação de Técnicos da Federação Paranaense de Futebol.

“ O Ivan teve passagens interessantes pelo Foz do Iguaçu Futebol Clube, seja na base ou no profissional. Sempre um treinador corajoso, sem medo de lançar jogadores jovens. O Foz do Iguaçu é grato pela revelação de jogadores através dele. Quantas pessoas foram influenciadas na vida pela dedicação dele em revelar talentos e cidadãos para vida. O Ivan sempre foi um construtor de bons cidadãos. Infelizmente uma morte prematura. Deus sabe tudo nessa vida, mas foi muita prematura e estamos todos sentidos, chateados. A família Foz do Iguaçu Futebol Clube está enlutada”, finaliza Arif Osman, presidente do Azulão da Fronteira.

Crédito fotos: assesoria

Mafra

5 visualizações0 comentário