Ônibus sustentável é apresentado a passageiros de Foz do Iguaçu


Para suprir a demanda de gás do ônibus durante este período, mais de 18 toneladas de resíduos foram transformadas em biometano, combustível renovável feito a partir de lixo orgânico.


Quem circulou pelas avenidas de Foz do Iguaçu nos últimos dias teve a oportunidade de notar um ônibus diferente. De 8 a 12 de novembro, o ônibus Scania K280 com motor a gás esteve à disposição dos passageiros na linha Itaipu Binacional - Parque Nacional do Iguaçu (PNI) e, na última sexta-feira (13), transportou os turistas que foram visitar as Cataratas do Iguaçu, dentro do PNI. O veículo deixou Foz do Iguaçu nesta quarta-feira (18), com destino a Ponta Grossa (PR).

Para suprir a demanda de gás do ônibus durante este período, mais de 18 toneladas de resíduos foram transformadas em biometano, combustível renovável feito a partir de lixo orgânico.

A ação foi uma parceria entre Scania, Itaipu Binacional, Centro Internacional de Energias Renováveis (CIBiogás), Instituto de Transporte e Trânsito de Foz do Iguaçu (Foztrans) e Cataratas S.A, para demonstrar os benefícios econômicos e ambientais do ônibus movido a biometano. A intenção foi conhecer o desempenho do ônibus utilizando o biocombustível, testar o rendimento, bem como estimular a futura adoção desta tecnologia no transporte público deste tipo de equipamento.

Cidades inteligentes


Climatizado, com piso baixo, rampas acessíveis, internet e capacidade para até 130 passageiros, o K280 transportou 662 pessoas durante a sua estadia na cidade. Uma das usuárias foi a estudante de psicologia, Helena Benevides, que aprovou a solução sustentável. Ela conta que esta foi a primeira vez que esteve em um veículo movido a biometano. "É importante ao meio ambiente. É moderno, confortável e muito inteligente", afirma.

Os motores movidos a gás apresentam vários benefícios com relação a redução de emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE). Em comparação com a legislação que regulamenta tais emissões no Brasil (Proconve P7), os motores a gás podem reduzir em até 90% as emissões prejudiciais à saúde (Material Particulado e Óxidos de Nitrogênio – NOx), além de ter grande redução do nível de ruído.

Para o diretor superintendente do Foztrans, Fernando Maraninchi, os reflexos foram positivos, especialmente para os usuários que aprovaram as tecnologias e confortos disponibilizados no veículo. "É viável ambientalmente, pois esta tecnologia proporciona emissões de gases extremamente baixas, quando comparada com o diesel Euro V, socialmente pelo conforto proporcionado aos usuários e viável economicamente, porque o custo do gás representa em torno de 20% do custo do combustível fóssil. Com o resultado desse teste demonstrativo, teremos dados suficientes para planejar um sistema de transporte mais sustentáveis em nossa cidade”, explica, acrescentando que o município também avalia a possibilidade de aquisição de mais veículos pela prefeitura.

Biometano - o futuro da mobilidade sustentável


O biometano é um biocombustível gerado a partir tratamento de lixo orgânico, que pode ser oriundo tanto da área rural (práticas agropecuárias), quanto de centros urbanos (aterros sanitários e estações de tratamento de esgoto).

De acordo com Rafael González, diretor presidente do CIBiogás, o biometano se apresenta como um meio para interiorização do gás no País e reduz consideravelmente a emissão de GEE, responsáveis pelo aquecimento global. "Com o biometano é possível ter uma matriz de mobilidade mais limpa e renovável, uma vez que ele contribui na transição energética do país com a descarbonização dos veículos de modo geral", explica.

González cita um estudo realizado pela Associação Brasileira de Biogás e Biometano (Abiogás) que afirma que o biometano tem potencial para substituir até 70% da demanda de diesel no Brasil. Mesmo com esse potencial, ele acredita na complementaridade estratégica que pode haver entre as fontes. O diretor revela que o biometano pode ser um diferencial em modelos de negócios relacionados à economia circular em municípios.

Biometano iguaçuense


Para que a demonstração fosse realizada, a Itaipu Binacional garantiu o abastecimento do ônibus movido a biometano. Produzido na UD ITAIPU, os 700m3 foram destinados para trafegar cerca de 1.166 quilômetros. Destes, 616 foram rodados em Foz e o restante será utilizado para retorno do K280 até o município de Ponta Grossa.

Inaugurada em 2017, a UD ITAIPU é operacionalizada pelo CIBiogás. Em 2019 a planta tratou cerca de 150 toneladas de lixo orgânico, sendo 93 toneladas provenientes dos restaurantes da usina e 57 toneladas de mercadorias orgânicas ilegais ou impróprias para uso, apreendidas pela Receita Federal, Polícia Rodoviária e Polícia Federal, e Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

Produção


Estes resíduos são tratados diariamente na UD ITAIPU. Primeiro são triturados e permanecem sob a ação de microrganismos de 20 a 30 dias para fermentação sem a presença de oxigênio (O2). Logo após, uma fração do resultado é uma mistura de gases com alto poder calorífico e que recebe o nome de biogás - por ter origem biológica. Por sua vez, o biogás é refinado e transformado em biometano. Mensalmente 44 unidades da frota de veículos movidos a biometano de Itaipu são abastecidas para uso interno dos colaboradores.

De acordo com Rogério Meneghetti, engenheiro eletricista da Divisão de Planejamento e Infraestrutura da Itaipu Binacional, o investimento na construção da UD ITAIPU e nos estudos relacionados ao biogás impulsionou o desenvolvimento da fonte na região e no País. "Reduzir os impactos ambientais e fomentar a utilização desta energia renovável faz parte dos objetivos institucionais da Itaipu. Muito nos motiva ver o biometano em plena expansão", afirma.


Adelio Demeterko, diretor executivo da Cataratas S.A, conta que utilizar o ônibus movido a biometano, além de beneficiar o meio ambiente, reforça a importância de atitudes sustentáveis com a gestão inteligente de resíduos orgânicos. "Estimular o uso das energias renováveis é extremamente positivo e o uso do biometano trará muitos ganhos. Um deles é continuar inspirando nossos visitantes às boas práticas ambientais", destaca.


Rumo a um sistema de transporte sustentável


A demonstração do ônibus a gás na cidade de Foz do Iguaçu reforça a vocação do Brasil para a utilização de combustíveis renováveis e fortalece que há soluções viáveis e reais disponíveis aqui e agora, tanto em potencial de produção do biometano como na oferta de veículos comerciais, caminhões e ônibus, produzidos no Brasil.


“O Brasil tem um enorme potencial para o Biometano através do tratamento de água e esgoto ou pelo uso de resíduos agrícolas, por isso acreditamos que o país pode liderar essa mudança sustentável na mobilidade e logística, transformando este passivo ambiental em um ativo energético”, diz Gustavo Bonini, diretor institucional da Scania Latin America.


Para Bonini, o futuro não será apenas elétrico, mas sim eclético e o uso de combustíveis alternativos ou a eletrificação dependerá da vocação e da solução disponível em cada mercado, desde que faça sentido do ponto de vista ambiental, social e financeiro. “Há uma grande oportunidade para avançarmos no desenvolvimento sustentável, mas precisamos fortalecer toda a cadeia de transporte por meio de investimentos em infraestrutura e em uma matriz energética que seja diversificada, e neste sentido o gás se coloca como uma ótima opção para as cidades brasileiras”, completa Bonini.


AI CIBiogás


Foto: Jones Kiwara

3 visualizações

Foz do Iguaçu - Paraná

©2021 por Portal Fronteiras. Orgulhosamente criado e desenvolvido por Agência Ludkus.